7 dicas de como fazer um mapa mental de sucesso

Mapa mental é uma ferramenta utilizada para armazenar e organizar informações. Desde a popularização do termo e da técnica pelo autor britânico Tony Buzan, nos anos 1960, o uso dos mapas mentais têm se disseminado e se mostrado cada vez mais útil por compilar uma série de funcionalidades em várias áreas do desenvolvimento pessoal e profissional.

Hoje, as pessoas usam os mapas mentais para aumentar a produtividade no trabalho, estudar, planejar eventos, fazer sessões de brainstorming, monitorar metas etc. As possibilidades são infinitas.

Uma das grandes vantagens do mind mapping é que a disposição visual das ideias ajuda a potencializar os esforços do cérebro, facilitando o flow da criatividade. Além disso, os mapas mentais colaboram com a formação das memórias de curto e longo prazo e com a habilidade de resolver problemas e tomar decisões mais efetivamente.

Mapa mental X notas lineares

mapa mental

De maneira simples, um mapa mental é um diagrama que conecta informações ligadas a um tema central. Esse tema é a ideia principal a ser estudada e/ou analisada, e cada “galho” ou “ramo” é um sub-tópico relacionado a ela. A cada nova ramificação, maior é o nível de detalhes sobre o tema. E em cada ramo, as ideias devem ser conectadas ao nível superior, até chegar ao tema central.

Muitos biohackers consideram os mapas mentais um método bem mais eficiente do que outras técnicas de brainstorming e anotações lineares. Isso porque o mind mapping é uma ferramenta gráfica que:

  • permite a incorporação de palavras, imagens, números e cores;
  • facilita a associação e agrupamento de conceitos, o que ajuda na geração de ideias e aprofundamento de conteúdos;
  • pode dar uma visão geral de um tema e, ao mesmo tempo, contém grandes quantidades de informação;
  • imita a maneira como cérebro funciona, conectando as ideias umas às outras.

7 dicas para um mapa mental eficiente

mapa mental

Há várias maneiras de fazer um mapa mental e, na verdade, nenhuma delas é errada. A maneira clássica é com papel e caneta. Mas, hoje, há vários aplicativos e softwares que tentam tornar o processo de mind mapping mais eficaz. Ambas as formas têm suas vantagens e desvantagens. No entanto, especialistas sugerem que busquemos por aplicativos que apresentem 5 características básicas:

  • a habilidade de adicionar links e anexos;
  • a possibilidade de adicionar notas;
  • filtros de conteúdo;
  • exportação para outros programas e/ou formatos;
  • atalhos no teclado.

Tony Buzan elencou, quando registrou o termo e a prática, as 7 dicas principais para um mapa mental eficiente. São elas:

  1. Começar no centro de uma folha branca em formato paisagem. A disposição de espaço nas laterais dá ao cérebro a sensação de liberdade para expandir em todas as direções de maneira natural;
  2. Usar uma imagem ou foto para a ideia central. Isso lhe ajudará a potencializar a imaginação, pois tornará a ideia central mais interessante o que possibilitará um maior número de associações feitas pelo cérebro. Além disso, o uso de imagens fará com que você se mantenha concentrado por mais tempo;
  3. Utilizar cores variadas ao longo do mapa mental. Cores são tão estimulantes para o cérebro quanto imagens. Elas tornam as ideias mais vibrantes e potencializam o seu pensamento criativo;
  4. Conectar os ramos de maneira decrescente, ou seja, os ramos mais abrangentes devem estar diretamente ligados à ideia central e os ramos com conteúdo mais específico devem estar associados aos sub-níveis correspondentes. Assim, o cérebro fará a associação dos temas mais facilmente;
  5. Usar curvas para conectar os ramos. O cérebro humano considera linhas retas tediosas. Logo, as curvas o deixarão alerta ao conteúdo;
  6. Dar preferência a palavras-chave curtas, pois elas darão mais força e flexibilidade ao seu mapa mental;
  7. Utilizar imagens ao longo do mapa. Como dito, as imagens facilitam a associação de ideias feita pelo cérebro.

 

Você usa mapas mentais no dia-a-dia? Que dicas ou técnicas você considera mais eficientes? Compartilhe suas ideias nos comentários!

Conteúdo exclusivo
Cadastre seu email e receba novidades exclusivas do Curseduca!

Sobre o autor