Como adaptar um curso presencial para um curso online?

Devido as necessidades de restrição de mobilidade no país devido à pandemia do coronavírus, muitos palestrantes, professores e outros profissionais que trabalham com cursos e apresentações presenciais se viram impossibilitados de manter seus encontros. Assim, transformar esse conteúdo em um curso online é uma das soluções mais rápidas e efetivas para manter a sua marca ativa.

Com os avanços tecnológicos, é possível que grande parte das pessoas acessem todo tipo de conteúdo a distância. Esse modelo é extremamente vantajoso para quem ensina e para quem deseja aprender, e pode se tornar um novo produto da sua marca mesmo depois que o período de isolamento não for mais necessário.

Veja como adaptar o seu conteúdo para o ambiente online.

Por que criar um curso online?

A situação do isolamento foi um fator preponderante para que muitos empreendedores pensassem no ambiente online como opção. Contudo, esse modelo já se consolidou como uma alternativa eficiente para vários seguimentos.

Uma das vantagens é que é possível gerar uma renda extra com um lucro atemporal. Inicialmente, você terá o investimento da criação do curso e contratação de uma plataforma de edição e distribuição, mas, depois disso, você poderá manter o curso por um longo período, sempre atraindo um novo público, mas pelo mesmo valor inicial de investimento.

3 dicas para transformar seu curso presencial em treinamento online

1. Faça um planejamento de conteúdo

Se você já possui um curso presencial, certamente, já conhece o seu público-alvo. O objetivo nessa fase será adaptar e planejar o conteúdo para que as pessoas se interessem também pela versão online. Depois, você pode planejar como o curso será desenvolvido:

  • Síncrono, com aulas ao vivo transmitidas por videoconferências e calendário específico?
  • Assíncrono, com todo o material disponível e gravado previamente?
  • Híbrido, com parte do conteúdo gravado e lives específicas para tirar dúvidas ou conversas sobre o tema da última lição?

 2. Adapte os conteúdos do curso presencial

Um curso presencial tem uma dinâmica própria. Há momentos de explicação, apresentação de slides e atividades em grupo. Assim, será preciso sentar e verificar qual a melhor forma de disponibilizar o material online. Para facilitar, responda às seguintes perguntas:

  • Quais partes precisarão ser explicadas em um vídeo?
  • Os conteúdos podem ser disponibilizados por meio de texto e um compilado dos slides?
  • Quais temas poderão gerar dúvidas e devem ser debatidos ao vivo?

3. Encontre um parceiro com know how

Por fim, é preciso encontrar um ambiente de armazenamento e distribuição do curso. O Curseduca, por exemplo, tem uma equipe preparada e todo o know how necessário para ajudar na adaptação do conteúdo, criação de lives e gerenciamento de materiais dentro da plataforma.

Portanto, com essa adaptação do curso presencial para um curso online, você não deixa os atuais clientes na mão, remanejando todas as atividades para o EAD. Além disso, você cria um novo produto que pode ser monetizado por muito tempo, atraindo um novo tipo de público que não poderia ter acesso ao seu curso pela distância, por exemplo.

Se você gostou das nossas dicas e está em busca desse tipo de serviço, conheça o Curseduca e crie o seu curso digital.

Conteúdo exclusivo
Junte-se a #criadoresdigitais para receber emails rápidos

Sobre o autor