Como o sono pode afetar a sua carreira

Aprendemos desde criança que o ideal é dormirmos oito horas por noite. Só que quando somos criança, é fácil manter as noites de sono dentro desse padrão. À medida que vamos crescendo e as preocupações da vida adulta – faculdade, emprego, família – tomam conta dos nossos cérebros, fica cada vez mais difícil “ter tempo para dormir”.

Não importa se você é estudante, estuda e trabalha, está criando seu próprio negócio ou é funcionário de uma empresa. A vida moderna é uma vida de gente ocupada, com agendas cheias e muitas obrigações a serem cumpridas em um curto espaço de tempo. O que significa que o sono, muitas vezes, é quem recebe menos atenção.

No entanto, aquelas horas extras de trabalho – ou qualquer outra atividade que seja – na hora de dormir podem estar mais atrapalhando do que ajudando. Quando falamos em carreira, questões como produtividade, eficiência e serenidade são fundamentais para que uma pessoa seja bem sucedida. Nesta perspectiva, ficar acordado até mais tarde e sacrificar algumas horas de sono por dia ou por semana, não é a melhor das ideias

Neste artigo, você vai entender um pouco melhor sobre os efeitos do sono na performance de trabalho e aprender o que fazer para evitar que uma noite mal dormida atrapalhe o seu desempenho.

Sono X Performance

sono

Ilustração: Shane Kirshenblatt/Happy Worker

Recentemente, a empresa Sleepy People publicou um infográfico chamado Sleep You Way to Success, que mostra como a privação de sono afeta a produtividade no trabalho. O site Undercover Recruiter elencou os principais tópicos:

De quantas horas de sono realmente precisamos?

  • Um adulto precisa de 7 a 9 horas de sono por dia. Quem não passa das seis horas de sono tem mais chances de ser improdutivo no trabalho;
  • Uma noite sem dormir pode causar mudanças no cérebro semelhantes a uma pancada na cabeça;
  • Dormir menos de 5 horas, em noites seguidas, pode levar uma pessoa a exibir as mesmas limitações que impedem alguém de beber e dirigir. Então, trabalhar cansado afeta a produtividade tal qual a embriaguez.

Como a falta de sono afeta a performance no trabalho?

  • Prejudica níveis de criatividade e inovação;
  • Aumenta os níveis de stress, diminuindo a eficiência e a motivação.

Quais são os sinais da privação de sono?

  • Fácil irritação e mau-humor;
  • Esquecer coisas que precisa fazer e demorar muito para completar uma tarefa;
  • Lapsos de atenção;
  • Em casos extremos, há possibilidade de alucinações e ansiedade.

Em artigo publicado no ano passado pelo Huffington Post, outras questões relacionadas ao sono que afetam a produtividade e eficiência no trabalho foram abordadas. Entre elas, estão:

Saúde fragilizada

Estudos indicam que a falta (ou excesso!) de sono pode afetar a saúde. Dormir menos de 5 horas ou mais de 10 horas por noite associa-se à propensão de uma pessoa ficar em casa doente. Quem dorme pouco demais ou em excesso está propenso a perder o dobro de dias de trabalho do que alguém que dome entre 7 e 9 horas por dia.   

Problemas do sono afetam a economia

Funcionários que experimentam algum tipo de insônia – seja por acordar no meio da noite ou ter dificuldade de cair no sono – podem custar quase oito dias de produtividade às suas empresas. No mercado americano, isso corresponde a cerca de $63 bilhões de dólares ao ano.

Dormir melhora a capacidade de memória
Estudos indicam que noites bem dormidas melhorar a chamada “capacidade de memória trabalhável”, uma forma de memória que parece estar associada com as habilidades de resolução de problemas, vocabulários, tomada de decisões e compreensão de leitura.

E o que diz a medicina?

sono

Segundo o site WebMD, horas de sono perdidas pode afetar o cérebro principalmente em quatro aspectos:

  • Atenção e concentração – é difícil controlar os pensamentos e manter o foco. Essa é a primeira indicação de privação do sono.
  • Tempo de reação – pode ser um problema grande em algumas carreiras. E prejudica, também, os reflexos ao volante.
  • Tomada de decisão – falta de sono afeta a criatividade e a habilidade de “pensar fora da caixa”. Se você está à espera de uma ideia brilhante, vá dormir!
  • Memória – você pode ter problemas para lembrar de várias coisas de uma vez, como uma sequência de três ou quatro números.

Como evitar a privação do sono

sono

Elencamos abaixo alguns truques para lidar melhor com os efeitos da privação de sono durante o dia de trabalho e para melhorar os seus hábitos em relação ao tempo e qualidade do seu sono

  • Use as chamadas ‘power naps’, que devem ser de – no máximo – 15 minutos. Elas podem aumentar a produtividade de maneira rápida para que você possa terminar uma tarefa e dão uma dose extra de energia para terminar o dia. Estudos indicam que as sonecas devem acontecer antes das 17 horas;
  • Entre numa rotina de boas noites de sono. O ideal é marcar um horário para ir dormir todos os dias e seguí-lo à risca. Seres humanos são criaturas de hábitos e, quanto mais consistente forem os seus, melhor. Tente entender o seu corpo e determinar quantas horas de sono são ideais para você. Vá dormir num horário que contemple essas horas todos os dias, até que seu corpo se acostume;
  • Estudos mostram que contato com telas – computador, TV, celular etc. – antes de dormir atrapalham o sono. Isso acontece por que a luz azul que sai desses dispositivos retarda a liberação de melatonina para o cérebro, dificultando que você caia no sono;
  • Evite cafeína antes de dormir e exercitar-se regularmente;
  • Caso tenha dormido mal, exponha-se ao máximo de luz natural possível. O sol é responsável pela produção de Vitamina D, que ajuda a nos manter acordados. Uma boa ideia é ir pro trabalho a pé, sem óculos de sol;
  • Marque reuniões em horários em que você esteja alerta, assim suas habilidades de tomada de decisão não serão afetadas. Evite, por exemplo, fazer reuniões depois do almoço.
Conteúdo exclusivo
Cadastre seu email e receba novidades exclusivas do Curseduca!

Sobre o autor