Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar
Como planejar as aulas do seu curso online

Curso Online

Como planejar as aulas do seu curso online

11/19/2015
Aprenda e empreenda no mundo digital

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O conteúdo é a peça mais importante de um curso online, portanto é imprescindível se planejar. Independente das estratégias de marketing, de quanto você pretende gastar com anúncios para que as pessoas cheguem até o seu curso ou qualquer outro fator externo, é a qualidade do conteúdo que vai determinar, no final das contas, se o curso é bom ou não.

Portanto, apresentar um conteúdo consistente, planejado, com dados relevantes e organizados de maneira estratégica é fundamental para que um curso tenha chances de ser bem sucedido e conquiste estudantes. Outro ponto importante é definir como transmitir esse conhecimento ao público-alvo do curso. Essas questões são resolvidas na fase de pré-produção.

Nesta fase, é preciso levar em consideração:

  • O escopo do conteúdo e as características do público-alvo: o que é possível “cobrir” no curso? Que tópicos merecem mais atenção? O que pode/deve ser trabalhado em outra ocasião? Qual a linguagem do público-alvo? Essas pessoas dominam a tecnologia? Elas entendem inglês? Elas gostam de ler ou preferem exercícios práticos? Como motivá-las?
  • Como expor a informação: apenas vídeos? PDFs? Áudios? Slides?
  • Revisões: na mudança de um tema ou tópico para outro, é importante fazer uma revisão do que foi ensinado para que o aluno possa relembrar o conteúdo sem gastar muito tempo procurando a esmo por aquela informação.
  • Exercícios: pessoas aprendem na prática. É preciso saber aplicar o que a teoria ensina para ter resultados. Então, é importante elaborar exercícios de fixação. Eles podem variar entre questões abertas e fechadas.
  • Fóruns: é costumeiro que cursos online ofereçam fóruns de discussão para que os estudantes interajam entre si, tirem dúvidas, etc. Quando roteirizar o seu curso, é interessante reiterar a existência e a importância desse espaço para a experiência de aprendizado do aluno.

Pré-produção

planejar
As fases de planejamento e roteirização das aulas integram a pré-produção de um curso online, ou seja, o que precisa acontecer antes de ligar câmera e começar a gravar.

O primeiro passo é fazer um outline do conteúdo a ser abordado no curso: definir os objetivos, os tópicos que não podem faltar, o tema central e os sub-temas, etc. Nessa hora é importante começar a pensar nos formatos a serem utilizados – o que vai ser explicado em vídeo, o que vai ser explicado em texto etc. – e as formas de avaliação do aluno.

Considere as seguintes perguntas para tomar essas decisões:

  • Qual o assunto do curso? Que problema ele resolve? Que habilidade ele aprimora?
  • Para quem é esse curso? O que o aluno vai aprender nele?
  • O que o aluno vai saber quando finalizar o curso? O que ele precisa saber para começá-lo (pré-requisitos)?

O segundo passo é organizar o conteúdo em módulos e aulas. Tendo um tema principal e os sub-temas, é preciso colocá-los em uma ordem lógica e concisa e definir o que cada um vai abordar, ou seja, o escopo de cada aula e módulo. Nesta fase não é necessário que os sub-temas sejam extremamente específicos, mas é fundamental que sejam amparados por um objetivo maior. Os sub-temas se transformarão nos módulos e é natural que o conteúdo de cada módulo fique mais denso à medida que o curso de desenvolve. O curso deve seguir a lógica de um texto argumentativo: introdução, desenvolvimento e conclusão.

Definidos os módulos, é hora de pensar sobre as aulas. Nesse momento, a especificidade se torna importante. Cada aula deve ter seu conteúdo trabalhado com clareza. Pense no que vai ser falado no vídeo, nos exercícios, PDFs e áudios que devem integrar a lição – vale lembrar que este tipo de material deve ser encarado como apoio aos vídeos, que devem ser o formato principal do curso. Considere também as possíveis dúvidas dos alunos para criar tópicos de discussão no fórum.

Enfim, o roteiro…

planejar
Crédito da imagem: WikiHow

Escrever o roteiro de cada aula é o último passo antes de ligar a câmera e começar a gravar. Fazer um roteiro bem elaborado dá trabalho, mas é um esforço que compensa, pois você irá economizar tempo de gravação, diminuindo os erros e as revisões de conteúdo na fase de produção. E com menos erros de gravação, a edição também será acelerada.

Roteirizar uma aula é escrever tudo o que você vai falar para a câmera antes de gravar. Via de regra, quanto mais detalhado for o roteiro, melhor. No entanto, isso vai depender da sua habilidade ao falar na frente da câmera. Pessoas com mais desenvoltura conseguem improvisar com mais facilidade. Mesmo assim, é importante prestar atenção para não soar “ensaiado” demais. Uma boa ideia é fazer alguns takes de treino para ficar mais confortável no vídeo.

O instrutor online Phil Ebiner destaca alguns prós e contras do roteiro em seu livro Teach Online: Make Money Doing What You Love. Os benefícios, segundo o autor, são:

  1. Poder definir claramente o que quer discutir em cada aula;
  2. Reduzir momentos de falta de coerência, não saber o que dizer ou discutir assuntos irrelevantes;
  3. Reduzir erros.

Os contras, por outro lado, são:

  1. Soar “ensaiado”, antinatural;
  2. Deixar transparecer que está lendo de um roteiro.

Para a produtora de cursos online Marcy McDonald, há 4 pontos essenciais que podem ajudar um instrutor a transmitir melhor as informações e convicções por meio de um roteiro. São eles:

  1. Manter a linguagem o mais natural possível, para que os estudantes sintam que você está falando diretamente com eles;
  2. Adicionar lembretes para mudar o tom da voz, ênfase em certas palavras, volume, gestos e movimentos para dar atenção a pontos críticos;
  3. Destacar pontos que possam confundir o estudante e desenvolvê-los melhor;
  4. Incluir, em todas as lições, curiosidades interessantes que farão o aluno querer compartilhar aquela informação com outras pessoas.

Nota-se pelos pontos levantados por esses autores que o roteiro – assim como a produção de maneira geral – são passos que constroem a consistência de um curso online. Mesmo correndo o risco de não parecer tão natural na frente da câmera, escrever um roteiro se mostra como uma oportunidade de dominar a habilidade de ensinar através do vídeo. Isso porque ao escrever o roteiro, o professor terá uma noção de como o conteúdo será transmitido aos alunos.

 

Compartilhe suas dúvidas e experiências com roteiros e vídeos nos comentários!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

2 Replies to “Como planejar as aulas do seu curso online”

Alessandro Trovato

Excelente artigo Giovanna Beltrão!

Camila

Ótimas dicas, me ajudou na preparação de um curso. Obrigada!

Os comentários estão desativados para esta publicação.