Deixe seu currículo mais atraente com cursos online

Uma preocupação comum à maioria das pessoas que estão no mercado de trabalho é a qualidade do seu currículo. Quem está procurando emprego, precisa de um currículo capaz de chamar a atenção de recrutadores. Quem é freelancer, precisa mostrar para os seus potenciais clientes que sabe o que está fazendo. De maneira geral, empregadores buscam saber uma coisa de seus profissionais: que valor essa pessoa pode adicionar à minha empresa ou aos meus projetos?

Como profissional, seu objetivo é mostrar a essas pessoas que você é a pessoa certa para realizar determinado trabalho. Separar você mesmo da multidão pode ser uma tarefa ingrata, mas é necessária. Nesse sentido, colocar os cursos online que você já fez na vitrine pode ser uma boa estratégia.

Mas, como os cursos online podem tornar o seu currículo mais atraente?

1. Demonstram proatividade

Currículo proativo

Fazer cursos online demonstra que você está voluntariamente correndo atrás da sua educação profissional. Ou seja, você está empenhado em desenvolver o seu conjunto de habilidades (skillset) e é uma pessoa proativa.

Segundo artigo da edX, instituição especializada em MOOCs (Massive Open Online Courses), “completar um curso online, por si só, é impressionante. Demonstra motivação pessoal e disciplina, maturidade intelectual, curiosidade e uma forte vontade de aprender”. E o mercado de trabalho, em qualquer nicho ou área, é sedento por profissionais com essas qualidades. Recrutadores e clientes estão, cada vez mais, tentando identificar essas qualidades nos profissionais que procuram. Eles querem pessoas dispostas a ir além do convencional, que gostam do que fazem. Porque gostar do que faz te torna um profissional mais valioso a curto e longo prazo.

É importante destacar, como é feito nesse mesmo artigo, que isso só vale se você realmente completou o curso, sabe falar sobre o que aprendeu e mostrar como esse aprendizado é relevante para o trabalho a ser realizado.

2. Potencializam entrevistas

Uma entrevista de emprego é, resumidamente, o momento no qual recrutadores tentarão reconhecer o valor do entrevistado para a empresa ou projeto. Para o entrevistado, é a hora de se destacar dos demais candidatos. Para os recrutadores, um currículo com cursos online em destaque não é algo tão comum (apesar de que esta realidade já está mudando). Por isso, adicionar os cursos feitos fora de uma sala de aula tradicional pode fazer a diferença.

Fazer parte desse grupo – ainda pequeno – de pessoas que investem em educação profissional de maneira “autônoma” faz de você um personagem peculiar e desperta a curiosidade do recrutador, enriquecendo a sua interação com o mesmo.

Esteja preparado para responder perguntas como:

  • O que te motivou a se inscrever nesses cursos e ampliar a sua educação?
  • Que conhecimento adquiriu neles?
  • O que você pode fazer agora que não podia fazer antes?

3. Colocam um skillset relevante em evidência

Currículo Skillset

A maior dificuldade de um profissional na busca por trabalho é transmitir o que pode realmente fazer pela empresa ou cliente. Quando você tem um skillset cujo desenvolvimento é um resultado direto do seu esforço, fica muito mais fácil falar dele com confidência. E essa confidência pode fazer grande diferença na hora da contratação. Ter um currículo rico em cursos online também revela uma inclinação do profissional em compreender a indústria na qual atua, uma habilidade valiosa em qualquer candidato.

Como colocar os seus cursos online no currículo

Segundo especialistas, a melhor maneira de incorporar cursos online no currículo é na carta de apresentação. Ela é um ambiente que lhe permite se conectar com um recrutador em um nível mais pessoal, é a sua chance de ser mais “carismático” e chamar atenção sem precisar se apoiar completamente nas sessões ‘educação’, ‘experiência’ e ‘habilidades’ do currículo que, convenhamos, são bem pouco articuladas.

Com uma carta de apresentação interessante, você pode discutir as suas habilidades profissionais – adquiridas por meios tradicionais ou por cursos online – e discorrer brevemente sobre como elas se relacionam à posição ou ao projeto desejados. E, se você for submeter o currículo por e-mail, pode, ainda, colocar links para os cursos que já fez.

Segundo o artigo da edX, outra opção é criar uma nova seção no seu currículo para destacar os cursos online que fez. Essa seção pode se chamar “desenvolvimento profissional” ou “avanços pessoais”. E existe, também, a opção de colocar esses cursos na própria seção de ‘educação’ do currículo. Esta última é interessante se você ainda estiver na graduação, se tiver optado por não seguir uma linha tradicional de educação profissional, ou se estiver se candidatando a uma vaga que não se relaciona ao seu curso de faculdade.

Independente da sua situação, só inclua no seu currículo os cursos que realmente completou e que possam ser úteis para determinada vaga ou projeto. Assim como um portfólio, o currículo deve destacar o que você tem de melhor a oferecer, não tudo o que já fez na vida. Concisão e relevância são palavras-chave.

Compartilhe nos comentários as suas dúvidas ou experiências com cursos online no currículo.

Conteúdo exclusivo
Cadastre seu email e receba novidades exclusivas do Curseduca!

Sobre o autor