Como criar uma identidade visual para o seu curso

Em textos anteriores, falamos sobre a importância de planejar e estruturar as aulas do seu curso online, como segmentar o conteúdo em módulos e aulas e seguir uma ordem lógica de “densificar” as informações ao longo da experiência de aprendizado do aluno. Também abordamos como a qualidade do conteúdo a ser ensinado no curso é a peça mais importante para que ele seja bem sucedido na internet. Chegou a vez de falarmos sobre identidade visual.

Padronizar e criar uma identidade visual para o seu curso é um elemento que merece atenção desde o início. Questões como cenário, figurino, tipografia, esquema de cores, design etc. devem ser tratadas com cuidado. “Passar batido” por esses elementos pode dar uma impressão de amadorismo ou, até mesmo, desleixo. E, mesmo que você esteja criando o seu primeiro curso, demonstrar profissionalismo e transmitir confiança ao seu público-alvo são preocupações básicas e que podem ser um divisor de águas na sua carreira de instrutor online.

Identidade visual

Se você quer criar um curso online de qualidade e que gere renda na internet é importante que o trate como uma empresa – como um empreendimento. E toda empresa precisa de uma representação gráfica do que faz. Essa representação é o que chamamos de identidade visual.

Quando se fala em “identidade visual” é comum que as pessoas pensem, automaticamente, em logotipos (ou logomarcas). Mas, na verdade, o conceito envolve um projeto estético e conceitual que deve identificar as abordagens públicas sua empresa.

A logomarca é um entre os vários elementos da identidade visual e, no caso dos cursos online, está longe de ser o elemento mais importante. O padrão de cores, o tipo de fonte usado nas apresentações, a linguagem usada para comunicar com o aluno, a duração das aulas, entre outros, são elementos que dizem mais sobre a identidade de um curso online do que uma logomarca.

A identidade visual deve transmitir o que você pretende associar à sua marca como instrutor online. Seriedade, profissionalismo, comprometimento, conhecimento e qualidade são apostas seguras. Mas, é importante que transmita, também, valores e características que atraiam os alunos como humanização, bom humor, flexibilidade, comodidade, economia financeira etc.

A padronização, que no caso dos cursos online se aplica em mais de uma instância, reforça a identidade visual e facilita a experiência do aluno.

Flexibilidade

identidade visual

Hoje em dia, estas questões de identidade visual são mais flexíveis que há 20 anos. Existe uma margem de liberdade com a qual você pode trabalhar e ser criativo, desde que respeite os limites do seu design. Inevitavelmente, a sua marca vai evoluir ao longo do tempo e você poderá tirar proveito disso para fazer pequenas alterações na sua identidade visual.

Um exemplo dessa flexibilidade é a logomarca do Google, que mudou algumas vezes com o passar dos anos, mas continua mantendo clara a identidade visual da empresa. Com isso em mente, é válido destacar que consistência é a chave para uma identidade visual de sucesso. Exagerar nas mudanças ou fazê-las com muita frequência pode deixar o seu público confuso. E você não quer que isso aconteça.

Como aplicar o conceito

  • Os principais elementos nos quais você deve focar ao criar um curso online são: fonte, esquema de cores, espaçamento entre linhas e a qualidade das imagens a serem usadas;
  • Escolha esses elementos com cuidado e atenção, pois se você for criar um segundo ou terceiro cursos, é importante mantê-los ou, pelo menos, usá-los como referência;
  • Manter essa padronização ajuda as pessoas a identificarem o seu trabalho visualmente – o que acontece bem mais rápido do que através do consumo do conteúdo – e, assim, elas se lembrarão de quem você é;
  • Preze pela simplicidade. Isso vale para a escolha da fonte e das cores, mas principalmente para a seleção do conteúdo que integrará a apresentação de slides.Para essas últimas, escolha títulos simples, no máximo 5 tópicos (bullet points) e uma imagem ou vídeo curto. Use a sua voz, seu rosto e demais imagens mais do que o texto escrito;
  • Busque um diferencial no seu design. Tente criar uma identidade original. Por exemplo, ao escolher imagens na internet, tenha certeza de que não são imagens repetitivas. Certifique-se, também, de que essas imagens condizem com o contexto do curso e realmente agregam algum valor ao conteúdo;
  • A cor do background deve contrastar com a cor da fonte;
  • Padronizar a duração das aulas (dentro do possível) ajuda o aluno a se planejar melhor enquanto se dedica ao curso e realiza suas demais atividades cotidianas. A duração de cada aula vai depender do assunto que você aborda, mas uma referência interessante é limitar as lições a segmentos de, no máximo, 10 minutos. Esse número pode variar, mas há estudos que comprovam que aulas e lições mais curtas ajudam o aluno a manter o foco;
  • Usar o mesmo figurino e cenário durante todas as aulas de um curso ajuda o aluno a se concentrar exclusivamente nas informações que estão sendo passadas em vez de ter que se familiarizar com os elementos visuais a cada aula.

Conclusão

Como falamos, a qualidade do conteúdo é o principal diferencial de um curso online. No entanto, é inevitável que o primeiro impacto a ser causado no aluno seja responsabilidade da identidade visual. Por isso, investir nesse aspecto é uma questão primordial caso você queira levar a sua carreira de instrutor online a sério.
Compartilhe as suas dúvidas e experiências com identidade visual nos comentários!

Conteúdo exclusivo
Cadastre seu email e receba novidades exclusivas do Curseduca!

Sobre o autor