Habilidades Interpessoais: tudo o que você precisa saber

Habilidades interpessoais configuram a capacidade de se relacionar bem com outras pessoas e gerar resultados positivos dessas conexões. Um ambiente munido de fortes habilidades interpessoais é caracterizado por criar interações mais fortes e, consequentemente, mais gratificantes. Tais interações constroem relacionamentos sólidos, uma comunicação clara e eficiente, o comportamento ético e a formação de equipes de trabalho eficazes.

No mundo corporativo, desenvolver habilidades interpessoais é fundamental, pois direciona os indivíduos a trabalharem bem em conjunto e os torna mais aptos a atingirem grandes objetivos. Assim, um empresário ou administrador com tais habilidades deve ser capaz de motivar, liderar, facilitar, coordenar, comunicar e resolver problemas.

Segundo a coach Regina Giannetti, os relacionamentos de trabalho apresentam dois pontos que merecem destaque: (1) não escolhemos nossos colegas, chefes, clientes e parceiros como escolhemos nossos amigos; e (2) mesmo sem afinidade, precisamos funcionar bem trabalhando com essas pessoas. No trabalho, provavelmente é onde mais vamos conviver com pessoas diferentes de nós, em termos de opinião, visão de mundo, educação, cultura, comportamento etc.

É aí que entram as habilidades interpessoais que, como explica Regina, se fundamentam em 5 pilares:

  • Autoconhecimento: reconhecer os traços do próprio comportamento é importante para identificar como as suas ações vão afetar os outros e como as ações dos outros vão lhe afetar;
  • Empatia: se colocar no lugar do outro, considerar suas opiniões e motivações, lhe torna menos egoísta e amplia a sua percepção de realidade;
  • Assertividade: se expressar de maneira franca e respeitosa demonstra clareza em suas opiniões, metas e obstáculos. Tão importante quanto saber ouvir, é saber falar;
  • Cordialidade: “Gentileza gera gentileza”. Tratar bem as pessoas demonstra consideração e facilita a formação de bons relacionamentos;
  • Ética: assumir uma postura que tem como objetivo não prejudicar o outro e manter um senso de justiça é um passo importante para ganhar a confiança das pessoas.

Um dos nomes mais expressivos no estudo das Habilidades Interpessoais é Dale Carnegie (1888 – 1955), criador do Dale Carnegie Course, voltado a ajudar pessoas a construírem melhores relações com colegas, clientes e fornecedores. Hoje, o treinamento conta com mais de 3000 formadores certificados e escritórios em mais de 75 países, além disso, boa parte dos princípios desenvolvidos por Carnegie pode ser encontrada nos best-sellers Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas e Como Evitar Preocupações e Começar a Viver.

Porque é importante desenvolvê-las?

habilidades interpessoaisCrédito da imagem: Wikihow

Desenvolver habilidades interpessoais pode ser o “ponto de virada” de uma carreira. Pessoas bem-sucedidas são marcadas por construírem pontes sólidas ao seu redor e, na esmagadora maioria dos casos, isso envolve a melhoria no relacionamento com divide a jornada de trabalho com elas.

Como seres sociais, todos nós desenvolvemos algumas habilidades interpessoais desde o início da vida. No entanto, por interferência da cultura, educação e do ambiente de maneira geral, algumas dessas habilidades acabam ficando escondidas no nosso subconsciente. Colocar as que você já tem em prática e aprender as demais que você precisa são as partes que requerem esforço. Mas, é um esforço que vale a pena, considerando que, no trabalho, assim como na vida, precisamos nos relacionar bem com as pessoas para conseguir melhores resultados.

Habilidades Interpessoais que você precisa ter

habilidades interpessoais

Diferenciar um bom empregado de um excelente nem sempre é uma ciência exata. É preciso saber se relacionar com as pessoas para identificar porque elas agem de certa maneira, o que as motiva, o que as decepciona etc. Na lista abaixo você confere as habilidades interpessoais mais importantes para se ter no ambiente de trabalho.

1. Comunicação verbal: comunique-se com clareza. O primeiro passo é falar sem pressa e com consideração, validando as opiniões do outro em relação às suas colocações.

2. Comunicação não-verbal: a linguagem corporal pode falar mais que as palavras em si. Expressões faciais, contato visual, postura, voz e gestos são alguns exemplos de comunicação não-verbal capazes de revelar as suas verdadeiras intenções, sejam elas boas ou ruins.

3. Ouvir: se alguém fala, os outros precisam ouvir. O ciclo da comunicação não se completa enquanto o ouvinte não decifra a mensagem.

4. Questionar: Questionar é uma ótima maneira de começar uma conversa. Trata-se, no entanto, da qualidade dos questionamentos, que devem instigar o grupo a pensar em novas maneiras de resolver um problema.

5. Boas maneiras: Infelizmente, uma pessoa que não tem boas maneiras é considerada menos inteligente. No mundo dos negócios isso também acontece. Portanto, saber se portar pode evitar alguns obstáculos na comunicação.

6. Solução de problemas: Dias sem problemas para resolver são raros. Uma pessoa que tem a habilidade de resolver problemas de maneira eficiente (a palavra-chave não é “rápido”), ou seja, identificando o problema, entendendo-o, examinando as possibilidades, propondo um sistema estratégico e colocando o plano em prática; certamente será valiosa para sua empresa.

7. Consciência Social: Estar em sintonia com as pessoas à sua volta é fundamental para desenvolver um bom trabalho.

8. Gerenciamento pessoal: Assim como é importante saber controlar as suas próprias emoções.

9. Responsabilidade e accountability: Estes são dois indicadores de maturidade. Assumir as consequências das suas ações e ser uma pessoa com quem os colegas de trabalho podem contar são habilidades importantes para fortalecer a confiança entre os membros da equipe.

E você, conseguiu identificar algumas dessas habilidades em si mesmo? Consegue perceber como essas atitudes podem afetar o seu dia-a-dia no trabalho? Considera alguma delas muito difícil de ser desenvolvida? Deixe as suas percepções nos comentários.  

Conteúdo exclusivo
Cadastre seu email e receba novidades exclusivas do Curseduca!

Sobre o autor