Pós-graduação, MBA e mestrado: quais as diferenças?

Pós-graduação, MBA, mestrado, doutorado. Vão longe os dias em que bastava a graduação para o profissional estar bem posicionado na corrida pelos melhores postos de trabalho. Em tempos de educação continuada, ganham pontos aqueles que nunca param de estudar. Assim, pós-graduação é fundamental, e hoje em dia é bastante comum encontrar quem já fez mais de uma especialização. E foi para suprir a demanda desses profissionais que não querem parar de especializar-se que surgiu uma nova categoria de pós-graduação: o mestrado profissional. Mas qual a diferença entre o mestrado profissional e o mestrado acadêmico tradicional? Vale a pena fazer um mestrado profissional ao invés de um MBA, por exemplo?

 

Mestrado profissional X mestrado tradicional

Segundo a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – a Capes, instituição que avalia os cursos de mestrado e doutorado no Brasil, a diferença é que o mestrado profissional “enfatiza estudos e técnicas diretamente voltadas ao desempenho de um alto nível de qualificação profissional”, ou seja, são mais voltados à prática que o mestrado acadêmico. Isso se reflete principalmente no trabalho apresentado como conclusão de curso: ao contrário do mestrado tradicional, concluído apenas com a apresentação de uma dissertação (que é um trabalho científico, teórico), o mestrado profissional aceita como trabalho final projetos mais práticos como publicações tecnológicas, desenvolvimento de aplicativos, de processos ou técnicas (um manual, por exemplo), projetos de inovação tecnológica, registros de patente, entre outras aplicações práticas.

Ainda segundo a Capes, a outra diferença é que o corpo docente (que deve ser altamente qualificado, assim como no mestrado acadêmico) pode contar com profissionais de “reconhecida experiência profissional”, já que essa é a ênfase desse tipo de pós-graduação. Mas param por aí as diferenças: o mestre que conclui esta nova modalidade de pós-graduação stricto sensu também está habilitado para ministrar aulas no ensino superior, e no caso de contagem de pontos para concursos, por exemplo, o mestrado profissional deve valer o mesmo que um mestrado tradicional.

#dica: Você sabe qual a diferença entre pós-graduação stricto sensu e lato sensu? Confira clicando aqui.

MBA: Focado no mercado

Já entre MBA e mestrado profissional as diferenças são mais profundas: o Master in Business Administration (ou MBA) tem o mesmo nível de uma especialização (ou seja, é lato sensu), é voltado muito mais à prática e são mais rápidos que um curso de mestrado. Para quem não tem tempo de frequentar um curso presencial, uma vantagem: há excelentes opções de MBA à distância, em escolas reconhecidas por sua qualidade. A desvantagem é que, ao contrário do mestrado profissional, o concluinte não estará habilitado a dar aulas na educação superior – afinal, dificilmente as grandes universidades, sejam publicas ou privadas, tem professores que não tenham ao menos mestrado em seus quadros.

Acerte na escolha da sua pós-graduação

Mas para quem serve cada tipo de curso? Se você ainda não fez uma especialização, o MBA é uma ótima alternativa. Promove a qualificação profissional, amplia a possibilidade de networking e o coloca em contato com o que há de novo na sua área. É importante pesquisar bem a universidade onde você fará o curso, pois o investimento não costuma ser pequeno. Há ótimas opções à distância, mas não ache que por ser via internet o curso será mais fácil! É preciso estudar e se dedicar (em breve falaremos mais dos cursos à distância).

pós-graduação

<Porém se você já fez uma especialização, quer se qualificar ainda mais e pretende continuar atuando em sua área, o mestrado profissional pode ser uma boa pedida. Para quem atua na área executiva, como economia, agronegócios, administração pública, gestão e administração de empresas, por exemplo, áreas altamente competitivas, pode ser um diferencial importante. Outra área que se beneficia dessa aproximação com o universo acadêmico é a de tecnologia, já que a capacidade de se atualizar constantemente é importantíssima para o profissional dessa área. E se o seu objetivo for prestar concursos, em uma eventual prova de títulos, sai na frente o profissional com mestrado.

Lembre-se: Seja qual for a sua escolha, o importante é sempre continuar se qualificando, se não quiser ficar para trás no mercado de trabalho!

Conteúdo exclusivo
Cadastre seu email e receba novidades exclusivas do Curseduca!

Sobre o autor