Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar
Orientação vocacional: vale a pena fazer?

Uncategorized

Orientação vocacional: vale a pena fazer?

04/07/2014
Aprenda e empreenda no mundo digital

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Uma pergunta nos rodeia em nossa infância, e é difícil encontrar alguém que nunca ouviu um “o que você quer ser quando crescer?”. A criança, em sua inocência diz que quer fazer medicina, jogar futebol, dançar balé ou conhecer o espaço como astronauta.

Não que isso seja algo utópico, pois quando alguém realmente quer algo e corre atrás disso, nada é impossível. Porém, existe a tal da vocação. E a pergunta que antes respondíamos sorrindo, agora nos faz chorar.

O grande problema é que normalmente, até o ensino médio, ninguém tenta nos auxiliar realmente a encontrar a profissão certa a seguir. Na maioria dos casos, a escolha é “o que dá dinheiro”. Então o jovem estudante vira um engenheiro bem sucedido profissionalmente, mas que vive infeliz porque queria ser publicitário.

Fim do terceiro ano do ensino médio. O desespero bate e o jovem não faz a mínima ideia de qual caminho seguir e então recorre à conhecidíssima orientação vocacional.

Orientação vocacional funciona?

Existem muitos testes de orientação vocacional na internet, e é complicado dizer se eles realmente ajudam ou somente deixam com mais dúvidas ainda, então eu, Vinícius Duarte Bazan, redator do Curseduca, fiz um teste e verifiquei se realmente recorrer à este recurso vale a pena.

Para que fiquem cientes, eu atualmente curso jornalismo em Curitiba, e foi uma das escolhas mais felizes de minha vida. Eu sempre gostei de comunicação e não me vejo fazendo outra coisa – eu até tentei. Fiz dois anos de mecânica industrial trabalhando na área, finalizei o curso mas decidi não seguir esta carreira.

O teste vocacional realizado está no site Educar para crescer, neste link. Abaixo, falarei um pouco sobre ele, como o tempo que demorei para concluí-lo e o resultado.

Quando terminei meu teste de orientação vocacional, eis o resultado: “Você é um cidadão antenado e tem interesse no funcionamento da sociedade e de suas instituições. Sua capacidade de comunicação, seu dinamismo e sua facilidade para interpretar textos e dados já chamaram a atenção de professores e colegas. As profissões com aspectos mais sociais da área de Humanas são, provavelmente, as que mais atraem você. Possíveis opções de carreira: Direito, Economia, Ciências Sociais, Administração de Empresas.”

Das quatro áreas indicadas, apenas me vejo atuando apenas na área de ciências sociais. Demorei menos de cinco  minutos para realizar o teste, e a resposta dele me agradou. Não é nenhum tipo de magia. O sistema analisará seu perfil psicológico através de perguntas simples, e com isso dirá em quais áreas você desempenharia melhor o seu papel.

Este foi um artigo com um desenvolvimento empírico, e a linguagem foi mais direta, e mais interação com o leitor. Comentem abaixo se fizeram o teste, e digam se funcionou ou não. Deem também dicas de sites que tenham a ferramenta de orientação vocacional.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

3 Replies to “Orientação vocacional: vale a pena fazer?”

Bolsa de estudos - Conheça alguns programas - Curseduca

[…] citado em outro post, cada um tem uma vocação, e deve com certeza segui-la. Porém, existe a barreira financeira, quando o jovem não é aprovado […]

Ingressou em um curso/carreira e não gostou? O que fazer agora? - Curseduca

[…] e muitos são céticos quanto aos testes de orientação vocacional. Porém, como citado em um outro post do Curseduca, eles podem sim ser uma alternativa para quem quer ter certeza do curso/carreira a seguir. Se mesmo […]

Escolha que carreira seguir com um teste vocacional - Curseduca Blog

[…] foi visto algumas postagens atrás, aqui no Curseduca, testes vocacionais podem ser uma grande ajuda na hora da escolha de carreira. Eles não vão lhe dizer exatamente o […]

Os comentários estão desativados para esta publicação.