Orientação vocacional: vale a pena fazer?

Uma pergunta nos rodeia em nossa infância, e é difícil encontrar alguém que nunca ouviu um “o que você quer ser quando crescer?”. A criança, em sua inocência diz que quer fazer medicina, jogar futebol, dançar balé ou conhecer o espaço como astronauta.

Não que isso seja algo utópico, pois quando alguém realmente quer algo e corre atrás disso, nada é impossível. Porém, existe a tal da vocação. E a pergunta que antes respondíamos sorrindo, agora nos faz chorar.

O grande problema é que normalmente, até o ensino médio, ninguém tenta nos auxiliar realmente a encontrar a profissão certa a seguir. Na maioria dos casos, a escolha é “o que dá dinheiro”. Então o jovem estudante vira um engenheiro bem sucedido profissionalmente, mas que vive infeliz porque queria ser publicitário.

Fim do terceiro ano do ensino médio. O desespero bate e o jovem não faz a mínima ideia de qual caminho seguir e então recorre à conhecidíssima orientação vocacional.

Orientação vocacional funciona?

Existem muitos testes de orientação vocacional na internet, e é complicado dizer se eles realmente ajudam ou somente deixam com mais dúvidas ainda, então eu, Vinícius Duarte Bazan, redator do Curseduca, fiz um teste e verifiquei se realmente recorrer à este recurso vale a pena.

Para que fiquem cientes, eu atualmente curso jornalismo em Curitiba, e foi uma das escolhas mais felizes de minha vida. Eu sempre gostei de comunicação e não me vejo fazendo outra coisa – eu até tentei. Fiz dois anos de mecânica industrial trabalhando na área, finalizei o curso mas decidi não seguir esta carreira.

O teste vocacional realizado está no site Educar para crescer, neste link. Abaixo, falarei um pouco sobre ele, como o tempo que demorei para concluí-lo e o resultado.

Quando terminei meu teste de orientação vocacional, eis o resultado: “Você é um cidadão antenado e tem interesse no funcionamento da sociedade e de suas instituições. Sua capacidade de comunicação, seu dinamismo e sua facilidade para interpretar textos e dados já chamaram a atenção de professores e colegas. As profissões com aspectos mais sociais da área de Humanas são, provavelmente, as que mais atraem você. Possíveis opções de carreira: Direito, Economia, Ciências Sociais, Administração de Empresas.”

Das quatro áreas indicadas, apenas me vejo atuando apenas na área de ciências sociais. Demorei menos de cinco  minutos para realizar o teste, e a resposta dele me agradou. Não é nenhum tipo de magia. O sistema analisará seu perfil psicológico através de perguntas simples, e com isso dirá em quais áreas você desempenharia melhor o seu papel.

Este foi um artigo com um desenvolvimento empírico, e a linguagem foi mais direta, e mais interação com o leitor. Comentem abaixo se fizeram o teste, e digam se funcionou ou não. Deem também dicas de sites que tenham a ferramenta de orientação vocacional.

Conteúdo exclusivo
Cadastre seu email e receba novidades exclusivas do Curseduca!

Sobre o autor