7 passos para se ter um perfil impecável no LinkedIn

Se você costuma se aventurar pelo mundo das redes sociais, já teve ter esbarrado no LinkedIn por aí. A plataforma voltada para negócios já perambula pela rede desde 2003, mas demorou um pouco para que engrenasse enquanto comunidade virtual de networking e recomendações profissionais. No entanto, de uns anos pra cá, o LinkedIn cresceu bastante e suas features ficaram cada vez mais interessantes no que se refere a mostrar “quem você é, o que você faz e o que você procura fazer profissionalmente”.

Para se ter uma noção do quanto o LinkedIn se popularizou nos últimos anos, em 2007, havia 16 milhões de usuários cadastrados. Em 2011, esse número já atingia 135 milhões. Isso significa que a quantidade de usuários cadastrados aumentou quase 8,5 vezes em 4 anos. E se você acha que, no Brasil, o LinkedIn não é uma ferramenta muito popular, saiba que somos o terceiro país com maior número de usuários (15 milhões), ficando atrás apenas da Índia (21 milhões) e dos Estados Unidos (84 milhões).

Outro fato interessante sobre o LinkedIn é que a demora em se tornar uma rede social popular o fortalece muito, por ser uma escolha segura em um nicho tão importante – que é o mercado de profissões. Enquanto muitos insistem em deixar suas vidas sociais – virtuais – girarem em torno do Facebook, o LinkedIn já está estabelecido como uma rede de negócios, onde são compartilhadas informações (quase que exclusivamente) profissionais.

Resumindo: na hora de procurar emprego ou se posicionar no mercado como um profissional independente ou freelancer, o LinkedIn te dá espaço para construir um perfil mais sério e voltado para o trabalho. Ele te dá a oportunidade de compartilhar perfis de outras redes mais descontraídas, mas permite que crie uma primeira impressão mais profissional, evitando que o seu futuro empregador, ou cliente, veja aquela foto embaraçosa do churrasco de domingo antes mesmo de saber se você é qualificado, ou não, para a vaga ou projeto.

Vejamos, então, uma lista com 7 passos para deixar o seu perfil do LinkedIn em perfeitas condições de uso e aproveitamento:

1. LINKEDIN NÃO É CURRÍCULO!

LinkedIn

A primeira coisa que você deve ter em mente é: O LINKEDIN NÃO É UM CV ONLINE! Jamais encare o seu perfil como uma cópia do seu currículo. Um bom perfil no LinkedIn deve servir a 4 propósitos:

  • Te ajudar a ser encontrado em pesquisas sobre a sua especialidade;
  • Demonstrar credibilidade a potenciais clientes ou a alguém que possa lhe apresentar a novos clientes;
  • Aumentar a sua rede de contatos;
  • Mostrar a sua personalidade.

2. COMPARTILHE VÁRIOS TIPOS DE MÍDIA

O LinkedIn permite o compartilhamento de mídias variadas, como imagens, vídeos, áudio, apresentações e documentos. Você pode se aproveitar disso para disponibilizar todo o tipo de material que considerar importante para os seus contatos, além de deixar esse material à disposição de seus recrutadores ou clientes em potencial. Alguns materiais comumente compartilhados no LinkedIn são white papers, relatórios, apresentações em .ppt, aparições na imprensa, vídeos promocionais etc. É recomendável que você compartilhe essas informações de uma seção relevante do seu perfil, como o Resumo.

3. PEÇA RECOMENDAÇÕES

LinkedIn

Uma das características mais interessantes do LinkedIn é o sistema de recomendações, no qual você pode pedir pequenas cartas de recomendação aos seus clientes, ex-chefes, colegas de trabalho etc. O que é legal nesse sistema é que o potencial empregador pode, de fato, ver o perfil de quem escreveu a recomendação, e não apenas ler uma carta fotocopiada, ou seja, ele pode “conhecer” a pessoa que recomenda os seus serviços um pouco melhor.

No entanto, há uma pegadinha. O empregador também tem acesso às recomendações que você escreveu. Então, não é uma boa estratégia “trocar” recomendações. Por exemplo, pedir uma recomendação a um amigo e, em troca, escrever uma para ele. É interessante ter recomendações escritas por amigos, claro. Mas, é importante que tais palavras sejam honestas. No mais, invista em pedir recomendações a clientes e ex-chefes.

4. MOVA SUAS QUALIDADES PARA O TOPO

O LinkedIn permite que você mova as seções ao longo da página e você pode, muito bem, usar isso a seu favor. Construa o seu perfil de maneira que as suas qualidades e os seus pontos mais fortes fiquem na parte superior da página, para que sejam lidos primeiro. Esses elementos serão responsáveis pela sua credibilidade e reputação na rede e, por isso, devem estar mais perto do topo.

5. INSIRA PERSONALIDADE NA SEÇÃO “RESUMO”

LinkedIn

Use a seção “Resumo” para adicionar um pouco de personalidade na “lengalenga” corporativa. É importante mostrar que você é uma pessoa relacionável, com quem é possível se iniciar uma conversa sobre outros assuntos que não aquele no qual você é especialista. Coloque algum fato curioso sobre você, como um hobby, uma atividade voluntária ou um blog que você mantenha. Pense no “Resumo” como uma página “sobre”, mas não exagere. Mantenha-o simples.

6. USE PALAVRAS-CHAVE

Outra feature do LinkedIn é pesquisa voltada a palavras-chave específicas de profissões (programação, edição, reportagem, produção de vídeo, retoque de imagem etc.). A ferramenta mostra se as palavras pesquisadas estão sendo procuradas muito ou pouco na plataforma e ainda oferece sugestões de outras palavras-chave que podem ser adicionadas ao seu perfil.

7. “PENSE DIFERENTE”

LinkedIn

Não pense no LinkedIn apenas como um lugar para colocar o que você já fez. Atualmente há várias maneiras de criar conteúdo e disponibilizá-lo para o público. Tudo o que você faz, tudo o que você cria, mesmo que não seja no seu ambiente de trabalho, contribui na construção da sua imagem profissional. Hoje em dia, o LinkedIn é a primeira opção de muitos recrutadores e clientes na busca de talentos. Então, garanta que eles encontrem algo interessante quando chegarem ao seu perfil.

E aí, se sente preparado para otimizar o seu perfil no LinkedIn? Ou talvez você tenha algum truque que não está na nossa lista? Compartilhe as suas ideias e resultados nos comentários!

Conteúdo exclusivo
Cadastre seu email e receba novidades exclusivas do Curseduca!

Sobre o autor

  • Caio Lima

    O linkedin é realmente uma ótima ferramenta profissional, eu ja consegui contatos por ele, apesar de achar que deveria ‘cuidar mais’ do meu perfil.. Rsrs.. Parabéns pelo post! Muito produtivo!

    • João Luís Barros Carrilho

      Linkedin é simplesmente uma rede social incrível, mas como você mesmo disse, é necessário dar mais atenção e mantê-lo atualizado.

  • Pingback: Como as redes sociais podem atrapalhar a sua procura por emprego - Curseduca Blog()

  • Rafael

    Sinto apenas que layout e user experience nunca foi uma preocupação da equipe do Linkedin. Até para quem é experiente, o primeiro contato com o site é bem perturbador.

    • Giovanna Beltrão

      É verdade, Rafael. Creio que parte disso acontece porque o LinkedIn demorou a ter seu valor reconhecido. Mas, de uns tempos pra cá, deu uma melhorada. =)