Outline: como estruturar seu curso para engajar alunos

Tão importante quanto a qualidade do conteúdo de um curso online é a maneira como ele é estruturado. O outline de um curso é um documento que contém toda essa estrutura, desde os títulos das sessões e aulas até os tipos dos vídeos, o próprio conteúdo, os bônus e materiais extras etc.

Qual seria, então, a melhor maneira de estruturar um curso? Neste artigo, vamos detalhar tudo o que você precisa levar em consideração na hora de criar um outline. Continue lendo…

Foque em um tópico principal

Vamos considerar que você já tem uma ideia interessante para criar um curso online. Mas, é preciso refiná-la. Um bom curso não é aquele que tem “de tudo um pouco” ou “um pouco para cada um”. Pode parecer tentador querer criar “o melhor curso do mundo” sobre algum tópico que você domina, mas não é isso que a maioria das pessoas que busca por cursos online deseja.

Essas pessoas têm um problema específico para o qual buscam uma solução. Às vezes, elas não querem se tornar desenhistas, mas querem aprender a fazer uma caricatura pra dar de presente a um amigo. Foque nessas especificidades. É bem provável que muitas outras pessoas pela internet se interessem em aprender aquela única coisa.

Busque feedback antes de terminar o curso

outline

Essa ideia é contraintuitiva, mas uma estratégia comprovada para garantir que seu curso seja bem estruturado é disponibilizá-lo (a partir da venda ou acesso limitado ao primeiro módulo) ao público antes de finalizá-lo. Vender o curso em suas fases preliminares permite que você colete feedback dos primeiros alunos.

Essas informações serão úteis para todo o processo de finalização do produto. Por exemplo: você vai saber se está falando rápido demais nos vídeos, se a iluminação e o som estão ok ou precisam de melhorias, em quais assuntos você deve aprofundar mais nos módulos seguintes, quais aulas ficaram melhores e quais precisam ser melhoradas, quais exercícios geraram melhores resultados etc.

Com essas informações em mãos, você vai confeccionar as lições que faltam na medida certa para o seu público.

Além disso, ao colocar a primeira sessão no mercado, você vai ter uma noção mais clara do que precisa fazer para finalizar o curso, sabendo quanto tempo e esforço serão necessários para chegar ao fim.

Possibilite mudança

outline e mudança

Quando uma pessoa compra um curso, online ou não, ela quer mudar uma realidade. Um curso é uma solução para um problema. Ao final do curso, o aluno deve ter os recursos necessários para solucioná-lo. Ele deve saber uma coisa que não sabia antes. Ele pode aprender a montar uma loja online, falar inglês fluentemente antes de uma viagem internacional, fazer algum tipo de artesanato etc. Ao final, um objetivo deve ser alcançado. E um cenário deve ser mudado.

Portanto, quando estiver criando um curso, pense sobre cada parte do conteúdo. Se aquela informação vai possibilitar mudança para o aluno, coloque no curso. Se não, não se preocupe com ela. Focar nesse tipo de informação – útil, relevante, que gere mudança – é uma excelente maneira de manter seus estudantes engajados.

Faça os resultados aparecerem logo

O conteúdo do curso deve ser gradual e o aluno deve evoluir junto com ele. Se você já começar o curso esmiuçando teorias e conceitos complicados, provavelmente seus alunos desistirão do curso. O aprendizado deve ser uma jornada pavimentada com pequenas vitórias. O aluno tem que experienciar resultados tangíveis. Por exemplo, se você vai criar um curso de alemão, ensine logo de cara as principais palavras utilizadas na língua. Assim, o progresso será visível, o aluno perceberá que está aprendendo e persistirá no curso até o fim.

Além disso, é importante reiterar ao longo do curso o que foi ensinado. Assim, o aluno terá uma noção clara de que o que há pouco era um desafio, agora é uma coisa que ele pode fazer com mais facilidade.

Valorize o tempo dos seus alunos

Cursos online não deve ser muito longos. As pessoas compram cursos online para aprender rápido. Eles devem ser uma solução rápida e eficiente para a alternativa, que seria procurar essas informações e dados na internet, sem um plano de aprendizagem. Como isso leva muito tempo, o instrutor de um curso online deve valorizar esse tempo que o aluno deseja aproveitar. Por isso, coloque nas aulas apenas as informações necessárias para que o aprendizado e os resultados sejam alcançados.

Dê uma atenção especial aos títulos das aulas

Falamos sobre isso detalhadamente neste artigo.

Fazendo o outline, passo a passo!

outline

Na hora de fazer o outline do seu curso, lembre-se que as sessões são grandes passos e as aulas pequenos passos para se alcançar um objetivo. Juntas, aulas e sessões, devem levar o estudante a mudar um cenário, a aprender fazer uma coisa que ele não poderia fazer antes.

Para fazer um bom outline, siga o seguinte passo a passo:

  1. Identifique o ponto de partida do seu público;
  2. Defina o resultado que esse público deseja atingir;
  3. Estabeleça as ações que o aluno deve fazer para que ele alcance o resultado desejado;
  4. Identifique as informações que o aluno precisa saber para que possa realizar as ações estabelecidas;
  5. Estimule o aluno a realizar essas ações;
  6. Insira estratégias de engajamento (quizzes, grupos de Facebook, sessões de dúvidas ao vivo etc.);
  7. Amplifique o engajamento (conteúdo extra, medalhas, sorteios, bônus etc.)

O outline vai evoluir junto com a produção curso, à medida que você aprofunda no conteúdo e preenche eventuais lacunas de aulas que não havia pensado antes.

Usando uma plataforma como o Curseduca Pro, você terá toda base para criar um outline bem feito e produzir um curso online de sucesso. Clique e conheça o Curseduca Pro.

 

Salvar

Conteúdo exclusivo
Cadastre seu email e receba novidades exclusivas do Curseduca!

Sobre o autor