Como lidar com a rejeição no trabalho

Começar uma carreira, qualquer que seja, não é fácil, principalmente quando nos deparamos com rejeição no trabalho. Quando você está na faculdade e procura por estágios ou acabou de se graduar e procura pelo emprego perfeito, às vezes não se dá conta de que terá que lidar com a rejeição. A verdade é que todo mundo que já se candidatou a uma vaga de emprego na vida já lidou com ela. E a grande maioria de quem tem um trabalho hoje ouviu uma série de “nãos” antes do “sim”.

Sim, a probabilidade de “nãos” é bem maior que a de “sims”. E bem realista. Isso pode parecer um pouco cético para quem está no início da carreira, mas é verdade. E se você está no início da sua, pode não saber lidar com esses “nãos”.

Não há nada de errado com isso. Algumas coisas na vida só são aprendidas com experiência, ou seja, vivendo. Ao longo dos seus anos de trabalho, você aprenderá e desenvolverá resiliência para lidar com a rejeição. É o curso natural das coisas. Mas, enquanto a vida não cuida de te tornar mais resistente às adversidades do mercado de trabalho, aqui vão algumas dicas:

rejeição no trabalho

Fonte: Dailymail

1)  Entenda como funcionam as probabilidades

É comum que a rejeição ocorra antes mesmo da entrevista, pois grande parte das empresas que você enviar currículo não vai chegar responder à sua tentativa. Segundo artigo do site Undercover Recruiter, há relatórios que indicam que uma vaga corporativa recebe entre 100 e 250 currículos quando aberta. 75% deles são filtrados por softwares, deixando apenas 25% para análise dos recrutadores. Desses, apenas 10 (no máximo!) serão selecionados para uma entrevista.

A lição aqui é lembrar que procurar emprego é um jogo de números e não reflete as suas capacidades como profissional.

2)  Não deixe a emoção tomar conta

Se a empresa dos seus sonhos abriu uma vaga, tente não se empolgar demais. Se você encontrou uma vaga que parece ter sido feita para você, contenha as suas expectativas. Se imaginar no escritório contando piadas com seus colegas de trabalho é bem perigoso, principalmente se você não teve uma entrevista inicial. Se apaixonar por um emprego que você não tem é arriscado.

Seja realista e mantenha suas emoções em xeque durante o processo para que a decepção não seja grande caso você não consiga a vaga.

3)  Não deixe a rejeição te definir

A vantagem de ser rejeitado logo no início da carreira profissional é que você aprende. “Falhe rápido e siga em frente” é um conselho muito usado no universo profissional por um motivo: é verdadeiro. Ninguém é imune à rejeição. Mais cedo ou mais tarde, ela te encontra. E encontra mesmo aqueles que já experimentaram o sucesso. A rejeição te obriga a colocar as coisas em perspectiva. Ela pode mudar a sua direção pra algo melhor ou fazer você lembrar que há vida além da carreira.

4)  Peça feedback

Se for a uma entrevista e não conseguir a vaga, não se faça de vítima. Aproveite a oportunidade para aprender a ser um candidato melhor. É provável que o “não” chegará por telefone ou e-mail. Nos dois casos, agradeça ao recrutador por ter lhe considerado para a vaga e peça um feedback da sua performance durante a entrevista. Pergunte o que fez de errado e o que pode ser melhorado. Preste atenção em como formular as suas frases para que não dê a impressão errada.

Pode ser que o recrutador não te responda. Na maioria dos casos, se houver alguma questão ética ou legal na empresa que o impeça de dar o feedback. No entanto, é possível que você receba alguns bons conselhos para a sua próxima entrevista.

5)  Valorize o “não”

Se você não ouvir “nãos” durante a sua carreira, algo está errado. Você não está inovando, crescendo como profissional ou se arriscando. Ser rejeitado pode ser um jeito de descobrir que você não considera o status quo o melhor caminho pra sua carreira. Valorize a informação contida em cada “não” e use-a para crescer.

6)  Não esconda seus fracassos

Não tenha vergonha das suas rejeições. Converse sobre elas com pessoas que você confia. Mentores, pais, amigos etc. Isso lhe ajudará a processar a situação e colher perspectivas além da sua própria para que não cometa os mesmos erros no futuro.

7)  Você não consegue o emprego, ele te consegue

Procurar emprego nada mais é do que procurar alguém para quem você vai vender seu tempo e conhecimento. Tenha isso em mente quando receber um “não”. Não queira estar em lugares que não querem você. Se não deu certo com aquela vaga é porque provavelmente seu tempo e conhecimento serão melhor aproveitados em outro lugar.

Você é a pessoa que tem o que a empresa quer, não o contrário. Assuma a postura de alguém que tem algo a oferecer ao mercado.

Rejeição no trabalho dentro do escritório?

rejeição no trabalho

Uma coisa é lidar com os “nãos” na procura por emprego. Mas, algo que não é muito discutido é como encarar a rejeição no ambiente de trabalho, depois que você conseguiu a vaga. A rejeição também existe dentro do ambiente de trabalho e pode ser tóxica.

O local de trabalho é onde você passa a maior parte do seu tempo. E esse tempo é passado com pessoas que você não escolheu para estarem ali. E elas também não escolheram você. Apesar de estarem no mesmo ambiente, você e seus colegas de trabalho podem ser possoas totalmente diferentes. E eles podem não te achar tão legal assim…

Dentro de um certo limite, conflitos de ideias e comportamento são comuns no trabalho. Mas, se você for sensível à rejeição, pode acabar sofrendo mais que o necessário. Pensando nisso, as próximas dicas são para lidar com a rejeição quando você vai para o trabalho todo dia:

1)      Distancie-se

Se alguém falar algo que te incomode ou alguma discussão tomar um rumo indesejado, se distancie. Peça licença e vá para um lugar reservado. Relaxe, respire fundo e volte ao trabalho. Tente não interagir com a pessoa com quem teve o momento negativo até que ambos tenham a chance de se acalmar e analisar a situação.

2)      Colega de trabalho não é amigo

Tenha claro na sua cabeça que seus colegas de trabalho não são seus amigos (pelo menos, ainda não) ou parte da sua família. Não vale a pena reagir emocionalmente. É natural da vida em comunidade que haja um desconforto de vez em quando. Sua obrigação é se esforçar para manter o profissionalismo.

3)      Recorra à objetividade

Analise a situação com objetividade. Se pode ter sido algo que você fez, peça desculpas. Senão, tente entender o que aconteceu. Se a emoção estiver no caminho da objetividade, converse com um mentor ou amigo para que lhe ajudem a chegar a uma conclusão.

4)      Abra mão dos sentimento negativos

Não se apegue a um episódio de rejeição. É provável que você e a outra pessoa envolvida tenham que passar muitas outras horas de trabalho no mesmo ambiente, então, faça o possível para que a negatividade da situação fique no passado. Mantenha-se aberto às experiências e ao aprendizado da sua vida profissional.

5)      Minimize as chances de rejeição no futuro

Pense no seu trabalho como uma “aula para aprender a ser adulto”. Use casa situação para crescer como pessoa e profissional. Ouça e implemente sugestões, esteja presente e seja proativo. Isso não vai apagar as rejeições do passado, mas provavelmente limitará a probabilidade de novas rejeições no futuro.

Rejeição é algo que todo mundo vai ter que lidar uma vez (provavelmente, muitas vezes!) na vida. É um mal necessário. Os obstáculos existem para testar a nossa força de vontade e nos tornar mais sagazes.

Compartilhe nos comentários as suas experiências de rejeição e o que você fez para lidar com elas.

Conteúdo exclusivo
Cadastre seu email e receba novidades exclusivas do Curseduca!

Sobre o autor

  • Miriéle C. Ferraz

    É bem ruim se sentir rejeitado no ambiente de trabalho. Hoje lido com esta situação. E o mais complicado da rejeição em que sou colocada é que ela não é declarada. é